Autor: Bludata SoftwareBludata Software de Ponta

Data Center Bludata recebe a primeira Certificação Tier III de Santa Catarina

Data Center Bludata recebe a primeira Certificação Tier III de Santa Catarina

A certificação Tier III vêm para consolidar a estrutura do Data Center Bludata, já disponível para empresas que buscam tecnologia de armazenamento de dados em uma estrutura robusta, segura e altamente confiável.

A estrutura do Data Center Bludata foi certificada pelo Uptime Institute Professional Services com a Certificação Tier III.

A Empresa é a primeira de Santa Catarina a receber oficialmente esta certificação e a segunda da Região Sul do Brasil. Atualmente, cerca de 40 empresas estão certificadas no País com este nível de reconhecimento.

O Data Center Bludata está em operação desde o início do ano, contando com um centro de processamento de dados capaz de hospedar, manter e gerenciar os sistemas de empresas a nível nacional. Com um investimento que superou os R$ 10 milhões, a estrutura tem 12 vezes o tamanho da anterior e fica localizado na nova sede da empresa, no bairro Ponta Aguda, em Blumenau.

Selo de certificação Tier III - Data Center BludataApenas uma seleta lista de empresas consegue seguir todas as exigências de certificação. Queremos passar aos nossos clientes a certeza de que podem contar com uma estrutura de extrema qualidade em performance e desempenho, garantindo que seus dados fiquem disponíveis em uma estrutura sólida, estável e eficiente”, destaca o diretor da Bludata, José Henrique da Silva.

Para que a certificação se tornasse realidade, o Data Center Bludata precisou que seu projeto sofresse diversas intervenções antes de ser vistoriado e aprovado. Através deste compromisso com a excelência, a empresa se junta a um seleto grupo exclusivo de líderes do setor em todo o mundo.

Compromisso com os clientes

A certificação Tier III valida que o Data Center Bludata atende aos padrões globais, demonstrando comprometimento com os clientes já existentes e futuros. Além disso, a conquista aumentará a resiliência técnica e o gerenciamento de operações, a fim de atingir o mais alto nível de disponibilidade para os clientes.

Os benefícios adicionais da atualização incluem um serviço com alto nível de redundância, redução drástica nos riscos e expansão de instalações para atender às crescentes necessidades exigidas no tratamento dos serviços de Colocation.

Através destes novos recursos, o Data Center Bludata está preparado para atender organizações que valorizam serviços nível premium de data center e consideram o gerenciamento de riscos como um dos principais impulsionadores da seleção dos provedores deste tipo de serviço.

Este data center é um marco para o desenvolvimento econômico da região, à medida que mais empresas e equipes relacionadas se unam ao ecossistema digital e reforcem sua posição como um centro de infraestrutura altamente resiliente para parceiros de conectividade e clientes finais.

Sobre a Certificação Tier III

Para conseguir a Certificação Tier III, a empresa precisa cumprir pré-requisitos mundiais que garantam a máxima disponibilidade dos serviços do data center. Entre as exigências do Uptime Institute Professional Services, a empresa precisa cumprir com alguns pontos como:

  • Redundância em fontes de energia;
  • 99.982% de disponibilidade;
  • Até 1,6 horas de inatividade por ano;
  • 72 horas de proteção contra interrupção de energia.

Benefícios da Tier Certification

Obter uma classificação de Tier sinaliza para investidores, clientes e para o mercado, que sua instalação cumpre com os mais elevados padrões de funcionalidade e capacidade de infraestrutura (Topologia), conforme indicado nos documentos de projeto.

Valida, também, que o design do sistema é consistente com seus objetivos de tempo de atividade. A Tier Certification ajuda a alinhar o projeto de infraestrutura à missão de negócios, garantindo que o investimento financeiro significativo de sua organização produza o resultado desejado.

Sobre o Uptime Institute

O Uptime Institute é o padrão global mais confiável – adotado pelo setor de TI – para elaboração do projeto, construção e operação correta de data centers, responsáveis pelo crescimento e sustentabilidade da economia digital de qualquer país.

Por mais de 20 anos, o Uptime Institute vem proporcionando aos clientes a garantia de que sua infraestrutura digital pode funcionar em um nível que seja consistente com suas necessidades comerciais, em uma ampla gama de condições operacionais.

Com seu data center Tier Standard & Certifications, revisões de gerenciamento e operações, selo de aprovação de TI eficiente e currículo educacional credenciado para profissionais de data center, o Uptime Institute ajuda as organizações a otimizarem seus ativos de TI críticos, enquanto gerencia custos, recursos e eficiência.

O Uptime Institute tornou-se o padrão de confiabilidade, sustentabilidade e eficiência do data center. Hoje, milhares de empresas contam com o Uptime Institute para possibilitar um sucesso comercial, centrado no digital.

Para saber mais, acesse: www.uptimeinstitute.com

Tecnologia sustentável: os benefícios dos Data Centers ecológicos

Sustentabilidade e tecnologia estão unidas, focadas tanto no menor impacto ambiental quanto na economia de custos para as empresas.

Muitas pessoas partilham da opinião de que os negócios precisam ir além da geração de lucros. E dentro desse contexto a tecnologia sustentável tem ganhado força.

Esse tema tem sido tratado com relevância no mercado de TI, afinal, a tecnologia sempre teve um papel dúbio quando relacionada à sustentabilidade. Isso porque, aos passos que ela moderniza a vida das pessoas, também pode gerar impactos negativos para o meio ambiente.

bPrincipalmente devido aos altos custos energéticos, à maior demanda por eletricidade, o descarte inapropriado de dispositivos obsoletos e o próprio processo de produção de equipamentos.

Pensando nisso, é mais do que necessário considerar a preservação do meio ambiente nas rotinas relacionadas a TI dentro das empresas.

Tecnologia sustentável: vantajosa para o seu negócio e o meio ambiente

Contribuir com a preservação do meio ambiente é sem dúvidas uma das principais vantagens de adotar estratégias de TI verde.

Além dela, os benefícios se estendem às empresas de várias maneiras. Inclusive, na redução de custos com equipamentos, insumos, softwares e recursos da empresa.

São esses ganhos que têm motivado as empresas a investirem em instalações que sejam mais eficientes e menos prejudiciais ao meio ambiente. Sobretudo, com foco no menor desperdício e na eficiência energética.

É neste cenário que os Data Center ecológicos têm ganhado espaço e isso não é mero acaso. Afinal, essas estruturas são consideradas as melhores soluções para reduzir os impactos ambientais em TI e custos das empresas.

Data Centers eficientes podem reduzir os custos de energia

Um dos maiores gastos de um Data Center é com energia elétrica. No entanto, um Data Center eficiente é capaz de reduzir em 50% o consumo de energia de várias maneiras.

Essas práticas envolvem desde a escolha do imóvel, incluindo as características físicas da edificação a condições específicas no que diz respeito à capacidade e segurança. Questões que devem estar em consonância com as normas do setor e o respeito ao meio ambiente.

Além do uso sustentável da energia do data center, práticas como o Outsourcing de TI – como por exemplo, os serviços de Colocation, também podem ter um impacto poderoso na redução das despesas com servidores.

A vantagem desse modelo está no fato de que todas as despesas relacionadas a esse ambiente são compartilhadas entre diferentes empresas que utilizam o espaço. Detalhes que incluem o espaço físico, os controles de acesso, banda, conexão, além, é claro, da energia elétrica.

Nova sede da Bludata será um prédio ecologicamente sustentável

O primeiro Data Center Verde da região, desenvolvido pela Bludata, representa um avanço tecnológico aliado à preocupação com o meio ambiente.

Ele foi desenvolvido e preparado para a certificação Tier 3 e a Leed Platinum, que comprova as ações de preservação e o bom uso dos recursos naturais, garantindo performance e segurança.

Na nova sede, que fica localizada em Blumenau, estão sendo implementadas várias estratégias para otimizar os investimentos dos clientes, aumentar a eficiência do Data Center e torná-lo sustentável.

Consciência ambiental e mais desenvolvimento

Entre os diferenciais da nova sede podemos destacar:

  • Aproveitamento da água da chuva
  • Aproveitamento de luz natural
  • Varandas ecológicas
  • Vestiário e bicicletário para incentivar o uso de transporte alternativo
  • Garagem equipada com tomadas para carregamento de carros elétricos.

Além dos detalhes na estrutura física, a novidade vai gerar novos empregos para a região. São aguardados 200 novos postos de trabalho nas áreas de tecnologia, desenvolvimento de software, administrativa e gestão.

Nesse sentido, a tecnologia sustentável prova ser um processo em que todos ganham. São beneficiadas as empresas, em competitividade, rentabilidade e imagem, as pessoas em desenvolvimento e qualidade de vida e também o planeta, que tem seus recursos naturais preservados.

Tecnologia sustentável: os benefícios dos Data Centers ecológicos
Locação de espaço em Data Center: quando sua empresa precisa deste serviço?

Locação de espaço em Data Center: quando sua empresa precisa deste serviço?

Fazer Colocation em um Data Center é uma excelente alternativa para empresas que desejam hospedar serviços e dados importantes, sem investir em uma infraestrutura própria para essa finalidade.

Cada dia que passa o volume de dados que uma empresa movimenta aumenta vertiginosamente. Nessa realidade é natural que ela busque formas de acompanhar essa evolução, para conseguir armazenar com qualidade e segurança todas as suas informações e evoluir. Uma solução encontrada para essa finalidade é a locação de espaço em Data Center.

O Colocation como melhor alternativa para crescer

Trata-se de um serviço de aluguel de infraestrutura de Data Center para a instalação do servidor do cliente.

Ele é ideal para empresas que estão em crescimento e que por falta de espaço ou uma infraestrutura própria adequada encontram limitações. E inclusive problemas, como a queda no link de internet e de energia, lentidão dos sistemas, servidores que travam com frequência e outros mais.

Em um mercado cada vez mais competitivo e marcado por grandes transformações digitais, antecipar-se e evitar problemas antes que as falhas afetem o bom desempenho da empresa é fundamental.

Portanto, se você acha que algo está errado na TI da sua empresa ou quer crescer e percebe que a sua infraestrutura não consegue garantir alta disponibilidade das aplicações críticas preste atenção neste post.

Talvez o Colocation em Data Center seja a solução que você precisa para crescer de forma segura e escalável, em um espaço físico que vai além das suas fronteiras corporativas.

Quando fazer a locação de espaço em Data Center?

Você quer fazer o melhor investimento e ainda economizar

O principal motivo para fazer a locação de espaço em Data Center é financeiro. Principalmente porque a construção de uma infraestrutura de Data Center requer um alto investimento e demanda bastante tempo das empresas.

No caso do Colocation, você não tem essa preocupação. Seu servidor fica armazenado de forma segura e alocados em um espaço compartilhado e altamente confiável.

Por isso também é que seus custos baixam consideravelmente. Afinal, despesas de conexão, banda, eletricidade, com o provedor entre outros recursos são divididas com outras empresas.

Sua demanda é por mais espaço para acomodar os equipamentos

Fazer a locação de espaço em Data Center também é uma excelente alternativa quando há crescimento do negócio e a infraestrutura local não consegue acompanhar este salto.

Ou ainda, as empresas encontram limitações para manter espaços físicos de qualidade para guardar os equipamentos na própria estrutura.

O Colocation em Data Center ajuda nessa questão porque você aluga o espaço como serviço e constrói nele um ambiente com seus próprios equipamentos.

O que permite que a sua empresa tenha um aumento rápido e seguro de infraestrutura e usufrua de alta tecnologia e disponibilidade a um custo atraente.

Você precisa de mais segurança para o seu servidor

Um Data Center é o coração da empresa e para que ele mantenha todos os sistemas funcionando ele precisa oferecer uma infraestrutura que suporte tudo isso. Ou seja, precisa ter um sistema muito eficiente de energia, segurança física e lógica, controle de acesso, duplicação de informações armazenadas e outros mais.

Manter uma estrutura local desse porte não é para qualquer empresa. Exige, além de alta tecnologia e investimento, profissionais qualificados e operantes 24 horas por dia.

Dessa forma, se você quer mais segurança e qualidade, optar pela locação de espaço em Data Center é a melhor opção.

Deseja manter o controle sobre as suas informações

Quando falamos em dados críticos de uma empresa, ter a posse e o controle dos equipamentos físicos e lógicos da própria empresa ainda é algo que atrai muitos gestores.

Para atender a essa necessidade, no serviço de Colocation você pode optar em apenas migrar suas máquinas para um ambiente terceirizado.

Neste caso, os equipamentos continuam sendo seus e você apenas loca o espaço onde as máquinas estão armazenadas. De quebra, não precisa se preocupar com a infraestrutura e ainda tem uma economia de custos e ganhos em produtividade.

Agora, se você precisa de mais informações sobre o serviço de Colocation em Data Center e quer saber como esta solução pode melhorar a sua experiência, entre em contato com um de nossos especialistas.

Automação em TI: qual a importância e os motivos que você tem para investir

Criar rotinas mais ágeis, reduzir a incidência de erros e melhorar os índices de qualidade são algumas das razões que motivam as empresas a investirem em tecnologia.

A automação em TI é de longe uma das estratégias que mais trazem benefícios para as empresas.

Afinal, ela traz maior agilidade e a redução na margem de erro, fazendo com que as empresas tenham mais segurança nas suas operações, consigam proteger seus dados e elevar a qualidade dos seus serviços.

Muitas organizações já acordaram para isso e a prova está no volume de investimentos em TI (software, hardware e serviços) que segue bastante aquecido no Brasil.

Em 2018 o crescimento foi de 9,8% em relação ao ano anterior, totalizando nada menos que US$47 bilhões, segundo a ABES – Associação Brasileira das Empresas de Software.

A automação em TI não é mais uma opção

E isso não é nenhuma surpresa. Afinal, a tecnologia da informação além de ajudar no desenvolvimento dos negócios, tem um papel fundamental para enfrentar um mercado cada vez mais competitivo.

Se antes a estratégia poderia ser vista como uma opção, a automação em TI é hoje essencial para que as empresas se mantenham e avancem nos seus mercados. Principalmente, com a disrupção digital sem precedentes que estamos vivenciado.

Então, que tal aprender como essa tendência pode impactar na realidade da sua empresa e o que você tem a ganhar investindo nela? Siga conosco para descobrir!

Os principais benefícios da automação em TI

Um dos grandes vilões da produtividade de uma empresa são processos rotineiros, realizados manualmente.

Essas tarefas, apesar de essenciais para o fluxo das operações, roubam um tempo precioso que poderia ser melhor empregado em atividades que exigem raciocínio e decisões mais elaboradas.

Portanto, se na sua empresa você tem muitas tarefas repetitivas, você pode – e deve mudar esse hábito. Isso, se você não quiser ficar pra trás.

As vantagens para isso são muitas e podem variar de acordo com a natureza e o tamanho da sua empresa. Entretanto, algumas delas são básicas e importantes em todas as áreas, independente do tipo do negócio.

Melhor qualidade

Hoje em dia a qualidade de um produto ou serviço tem o mesmo peso – se não mais – que o preço de um produto.

E esse atributo está diretamente ligado a automação dos processos. Afinal, é por meio dele que você consegue oferecer maior velocidade na entrega, um melhor atendimento e outras soluções que podem agregar diferenciais à sua empresa.

Escalabilidade

Para crescer você precisa pensar lá na frente e ter uma estrutura que comporte essa evolução. Além de segura, ela precisa se adequar ao seu orçamento e ser flexível conforme a sua necessidade.

Soluções em nuvem respondem bem a estes quesitos, onde você pode aumentar ou reduzir recursos, incluindo ferramentas de automação conforme a sua demanda.

Maior segurança

Quando os processos são manuais eles ficam suscetíveis a falhas humanas. E é por isso que algumas atividades, como backups e atualizações, são impraticáveis sem a automação.

Qualquer falha pode gerar os sistemas vulneráveis e oferecer brechas para que pessoas não autorizadas possam agir.

Redução de custos

Com a automação em TI você consegue reduzir custos com mão de obra, mantendo uma equipe mais enxuta e focada naquilo que realmente interessa.

Além disso, essas estruturas também podem servir de suporte para a resolução de problemas mais complexos, fornecendo diagnósticos precisos para as tomadas de decisão.

Ganhos de imagem

Quando você reduz as margens de erro, ganha em agilidade e melhora o seu desempenho de forma geral você garante um diferencial competitivo

Afinal, a imagem que a sua empresa passa ao mercado é construída com base em tudo aquilo que você oferece. E toda essa oferta é influenciada pela importância e a qualidade de investimento que você dedica a sua TI.

Agora é com você!

Ficou claro que a Automação em TI pode trazer ótimos resultados para sua empresa, não é mesmo? É um investimento necessário para tornar as operações mais eficientes, aumentar a inovação e otimizar a tomada de decisões.

Então, aproveite que agora você já sabe de tudo isso e comece a planejar seus próximos passos. E não deixe de considerar os benefícios do Colocation da Bludata para fazer ainda mais pela TI da sua empresa.

Automação em TI: qual a importância e os motivos que você tem para investir
Confira possíveis causas e soluções para a indisponibilidade em servidores

Confira possíveis causas e soluções para a indisponibilidade em servidores

Um grande empecilho na produtividade são servidores que não funcionam como deveriam e estão sempre caindo. Saiba identificar e corrigir esses desvios.

A indisponibilidade em servidores pode estar relacionada a diferentes causas. E o impacto destes problemas nos resultados de uma empresa podem ser catastróficos.

O mau funcionamento dos sistemas pode gerar altos custos de manutenção, prejudicar a produtividade na empresa e ainda atravancar o seu crescimento.

Porém, antes de tentar resolvê-los, você precisa conhecer as causas desses problemas e descobrir quais alternativas são mais indicadas para corrigir os defeitos.

Nesse artigo vamos explicar essas questões, abordar alguns exemplos e mostrar as causas e soluções para a indisponibilidade em servidores.

O impacto da indisponibilidade em servidores para os negócios

“Sistema indisponível, tente mais tarde” a frase chega a dar arrepios, mas é mais comum do que você imagina. Com certeza isso não acontece só com você.

Se de um lado esse problema representa tempo perdido, do outro é dinheiro que vai pelo ralo.

E o tamanho desse rombo vai depender de uma série de fatores, incluindo o porte da empresa, a área de atuação, o número de pessoas atingidas e por aí afora.

Mas, consequências não ficam apenas no campo financeiro. Elas impactam na motivação da equipe e podem abalar inclusive a reputação da empresa.

Por tudo isso, é uma operação que demanda muita atenção da equipe de TI e você precisa conhecer as causas para encontrar a solução.

Descubra o que está prejudicando seus sistemas

Reunimos a seguir alguns dos problemas que podem estar prejudicando o bom desempenho dos seus sistemas. As opções vão desde falhas humanas a problemas mais técnicos como a Perda do SQL.

Falhas humanas

Sempre que temos processos manuais envolvidos os riscos de um erro acontecer sempre vai existir. Dados podem ser digitados errados ou até mesmo serem excluídos acidentalmente por algum funcionário.

Falhas como essas comprometem a segurança e podem deixar a empresa sujeita a invasões de hackers.

Para minimizar as falhas quanto mais automatizado o processo melhor. Mais rapidamente você conseguirá monitorar os desvios e maiores serão as chances de corrigi-los. Neste caso, ter um firewall para gerenciar as permissões de acesso e armazenar os dados em nuvem podem facilitar o controle dos requisitos de segurança.

Condições físicas do ambiente

Um data Center precisa de uma condição climática favorável para que equipamentos não sejam danificados e dados não sejam comprometidos.

Para evitar problemas o ambiente precisa contar com um sistema de resfriamento de alta precisão, para que o controle da temperatura e da umidade do ar possam ser eficaz.

A escolha do tipo de armazenamento

A escolha do local onde esses servidores estão armazenados tem grande impacto no seu desempenho. Erros na escolha do tipo de armazenamento, como SSD, SAS ou SATA representam uma das falhas mais comuns. Mas elas também podem estar relacionadas a qualidade das fontes de energia.

Como precaução, apostar na redundância dos dados é o caminho, sobretudo para garantir a disponibilidade constante do sistema.

Monitoramento deficitário

Mudanças excessivas e feitas sem planejamento também podem comprometer o bom desempenho dos sistemas.

Assim como a falta de monitoramento, onde o acompanhamento das condições físicas, de desempenho e performance precisam ser acompanhados.

Com controles rígidos e automatizados se torna possível prevenir falhas e corrigir problemas em menos tempo.

Perda do SQL

O SQL do servidor também pode falhar, limitando ou interrompendo o acesso ao banco de dados. Caso isso ocorra, em alguns casos vai ser preciso reinstalar suas funções.

Mas lembre-se: o mais importante do que corrigir essas falhas é atuar na prevenção. Para isso, contar com ferramentas que agilizem a detecção das falhas e permita uma rápida solução é melhor caminho.

Que tal dar esse passo agora mesmo?

Solicite o contato da nossa equipe para que juntos possamos encontrar a solução ideal pra você!

A importância da localização para a segurança física do Data Center

O local onde é instalado um Data Center é um fator crucial para a velocidade nas transações de uma empresa e para a segurança dos seus dados.

Para a segurança física e a eficiência do Data Center o ambiente onde ele está instalado precisa englobar outros aspectos que vão muito além dos equipamentos empregados.

Nesse contexto, a posição geográfica em relação ao seu mercado alvo, a eficiência na oferta de energia, a mobilidade e a segurança são fatores essenciais e podem afetar no seu desempenho.

Conhecer tais características vai esclarecer quais pontos você precisa considerar para não errar na escolha do local onde seus dados ficarão armazenados.

Afinal de contas, você vai hospedar ali uma parte crítica da sua empresa onde qualquer falha pode ser decisiva para o insucesso das suas operações.

Como o local da instalação pode afetar no desempenho do seu Data Center?

A localização é um dos fatores de maior importância na seleção de um parceiro para a hospedagem dos dados da sua empresa, por diversos motivos.

Afinal, quando se trata de acesso à informação e segurança, velocidade e facilidade de acesso são grandes questões.

Nessas horas, ficar com as máquinas paradas por algumas horas pode representar um grande prejuízo para sua empresa.

Por isso, se o seu Data Center precisar de atualizações ou qualquer manutenção, quem está cuidando dele deve conseguir chegar até o local rapidamente.

Portanto, tomar as devidas precauções na escolha do local nunca é demais. Confira a seguir os principais elementos que você deve considerar:

A Rede Elétrica

Ter recursos energéticos para manter o funcionamento ininterrupto do Data Center é algo de extrema importância. Afinal, de nada vai adiantar você estar trabalhando com uma estrutura de ponta se os servidores forem constantemente desativados por falta de energia.

Além do risco de queda dos servidores, a instabilidade no fornecimento de energia pode afetar também o bom desempenho e a durabilidade das máquinas. Um controle de temperatura e climatização adequado pode tornar os servidores dos Data Centers menos propensos a superaquecer e entrar em colapso.

Portanto, avalie o tipo de energia que o município oferece e considere a existência de recursos extras que possam reduzir a dependência de serviços públicos. Construções com projetos sustentáveis podem reduzir os custos e são altamente recomendadas.

Internet de alta velocidade

O fornecimento de internet de qualidade é outra grande questão na escolha do local onde os servidores estão instalados. Sobretudo para que você não tenha problemas no serviço oferecido aos seus clientes.

Portanto, verifique qual a capacidade de largura de banda e se o prédio tem boas redes de fibra disponíveis para fazer o tráfego de dados com o melhor desempenho possível.

Latência da internet

Quando o assunto é a localização do Data Center, distâncias mais curtas significam conexões mais rápidas e mais fáceis para os usuários desses serviços.

Isso porque, ter servidores mais próximos dos clientes da sua empresa reduz a latência – ou seja, o tempo em que os dados levam para viajar entre a origem e o destino.

Força de trabalho local

Ter mão de obra de qualidade nas proximidades de onde o Data Center está instalado também é um fator que você precisa considerar.

Afinal a gestão desses servidores precisa ser tratada com o máximo rigor, por profissionais capacitados e especialistas.

Portanto, avalie o potencial da mão de obra local e como essa força de trabalho é preparada para exercer as suas funções.

Regiões que são polos tecnológicos podem ser facilitadoras neste aspecto e merecem a sua atenção.

Segurança dos dados

Quando o assunto é a segurança dos dados alocados em um Data Center é preciso considerar, além da segurança da própria infraestrutura, o seu entorno.

Nesse sentido, regiões seguras, com baixo índice de criminalidade, fora das rotas de tráfego aéreo, protegidas contra enchentes e outros riscos naturais são sempre mais indicadas.

Além disso, é preciso analisar se não há risco químico, radioativo, de explosão ou de contaminação ou qualquer outro fator que possa colocar essa estrutura em risco.

Facilidade de acesso

Regiões que ofereçam mobilidade, são de fácil acesso às principais rodovias, tenham proximidade com postos de combustível, helipontos ou mesmo com rota de avião são pontos a serem considerados. Tempo é dinheiro e sua empresa não pode ficar parada porque algo no caminho possa dificultar esse acesso.

O que fazer se a estrutura local do meu Data Center não oferece esses recursos?

Não se preocupe, nós podemos te ajudar!

Como você pode ver a localização física é uma questão primordial para o bom desempenho e a segurança física do Data Center. Dominar esses aspectos é crucial para que os dados da sua empresa possam trafegar com o melhor desempenho possível.

A Bludata é especialista em Data Centers e pode elevar a sua hospedagem para outro patamar, independente do seu porte.

Converse com nossos especialistas e entenda como nós podemos trabalhar juntos para isso!

A importância da localização para a segurança física do Data Center
Os riscos de manter um Data Center próprio: faça os cálculos

Os riscos de manter um Data Center próprio: faça os cálculos

Manter uma estrutura de TI de qualidade exige bastante de uma empresa. Além do investimento inicial, manutenções e atualizações também são constantes.

Informação é tudo nos dias de hoje, e isso faz crescer exponencialmente a demanda por armazenamento. Eventualmente, investir em um Data Center próprio parece ser a solução mais adequada, mas será que o alto investimento compensa?

Quais são os custos de um Data Center?

O investimento em um Data Center próprio costuma ser elevado, dependendo do porte da empresa a equação pode ultrapassar milhões.

Os custos se justificam, é claro. Afinal, é preciso criar um ambiente seguro e controlado para que os sistemas mais críticos de uma empresa possam rodar sem interrupção.

Mas, antes de investir em um Data Center próprio você precisa colocar todos os custos na ponta do lápis e saber que ele não é a sua única alternativa.

Para além do investimento inicial

Além do investimento na implementação, você precisa prever todos os custos decorrentes dessa estrutura.

Grosseiramente, é como comprar um carro. Você não leva em conta apenas o valor do automóvel. Mas, precisa também colocar na balança as taxas anuais do carro, o valor do seguro, do combustível e outra infindável lista de serviços e acessórios.

No caso de um Data Center próprio a lógica é a mesma. Confira a seguir alguns dos investimentos que você precisa levar em conta:

Custos com energia

As tarifas de energia elétrica costumam pesar e muito no bolso do consumidor. Quando você é uma empresa, este cenário é ainda mais desfavorável, principalmente para empresas que mantém servidores locais.

Para você ter ideia, recentes estudos afirmam que 33% do custo total de um Data Center é gasto com energia. Portanto, é um inimigo silencioso da competitividade empresarial, e que precisa ser combatido com planejamento e soluções mais modernas.

Manutenções e atualizações

Além dos custos com energia, as instalações elétricas, a segurança, o acesso físico, planos de contingência, custos de rede e outros mais se fazem necessários para a utilização rotineira dos Data Centers.

Isso porque, um Data Center para se manter operante 24 horas por dia, 7 dias na semana, exige tratamento especial: ambiente climatizado, controle de acesso, equipamentos de rede, prevenção de incêndios e segurança acima de tudo.

A hora dos especialistas

Para manter essa estrutura operante, além da questão física, um Data Center próprio exige uma equipe qualificada para operá-lo. Além é claro, de investimentos constantes em treinamento para especializar os colaboradores.

Em especial, em questões ligadas às novas tecnologias e a segurança, para que estejam sempre atentos aos possíveis ataques hackers, que a cada ano se tornam mais frequentes.

Manutenções corretivas

Não podemos esquecer também de que incidentes podem acontecer sem aviso prévio, e que eles não são raros em estruturas onde o Data Center é internalizado.

É uma máquina que se esgota, uma fonte ou um ar-condicionado que pode queimar e outras tantas demandas que, mesmo acompanhadas, acabam elevando os custos de um Data Center.

Ao conhecer todos esses custos, é importante fazer os cálculos. Levando em consideração, principalmente, os gastos que manter um Data Center próprio vai trazer à curto e a longo prazo.

Alternativas ao Data Center próprio

Como você pode observar, os gastos para se manter um Data Center próprio são bastante elevados. Mas, a sua empresa pode economizar e ainda, ter mais segurança de dados investindo em servidores virtuais.

Quando você faz isso, não está apenas hospedando dados importantes da sua empresa em nuvem. Mas, está adquirindo junto dessa hospedagem o gerenciamento e o monitoramento constante desses servidores. Em uma estrutura física de ponta, onde o atendimento é ininterrupto, feito por uma equipe certificada e especializada.

Portanto, antes de investir em um Data Center próprio, anote e mensure todos os custos. E acima de tudo: tenha a certeza de que os dados cruciais da sua empresa vão estar em boas mãos.

Requisitos de um data center: quais fatores garantem segurança e qualidade

As melhores estruturas reúnem características fundamentais que garantem além de segurança, alta performance. Confira o que precisa ser considerado.

Dentre os diversos fatores que devemos dar atenção na gestão da empresa, um dos principais é o processamento e o armazenamento dos dados corporativos. Além de garantir a segurança da informação, é preciso garantir disponibilidade no acesso e que a estrutura que abriga esses dados seja compatível às necessidades do negócio. Nessa realidade, conhecer os requisitos de um data center é algo primordial nessa estratégia.

Fatores que garantem a segurança física de um data center

Para garantir dados seguros e disponíveis um data center precisa obedecer certas normas. É essa estrutura que, acompanhada de uma gestão de excelência, vai assegurar que a operação e a manutenção do data center sejam realizadas de forma impecável.

Assim, sua empresa não fica exposta a falhas e riscos de interrupção por causas desconhecidas e imprevistas.

São muitos os fatores que vão garantir essa qualidade. Por isso, o projeto deve considerar:

Localização privilegiada

Não é possível garantir a segurança dos dados quando o local em que ele está armazenado está exposto à fenômenos naturais e outros riscos. Mesmo que a estrutura seja muito boa, estar localizado em uma região que dificulta o acesso ou se mostra perigosa por algum motivo acaba sendo um empecilho. Isso sem falar dos prejuízos que um dano neste sentido pode gerar.

É fundamental portanto, que esse espaço não sofra com os impactos de agentes externos. E ainda, permita a expansão dos dados de forma rápida, sem grandes obras.

Controle de acesso

Como falamos no tópico anterior, é preciso que a estrutura de um data center garanta a sua segurança, e a presença de monitoramento eletrônico é um item primordial para isso.

Com um controle de acesso rigoroso, a entrada e a saída de pessoas nesse ambiente é altamente controlada e vigiada de forma ininterrupta.

Proteção contra danos

Além de proteger o data center da ação de pessoas mal intencionadas, é preciso mantê-lo longe de outras avarias, como incêndios, curto-circuitos, aquecimento e outros danos físicos.

Para evitá-los é essencial manter um controle rigoroso de temperatura, umidade, fumaça e líquidos no ambiente para prevenir, detectar e corrigir com antecedência possíveis ameaças.

Alta disponibilidade

Se a estrutura onde você armazena as informações da sua empresa não permite que a TI da sua empresa acompanhe o ritmo da economia digital, de nada adianta manter os dados da sua empresa em um data center.

Por isso, contar com infraestrutura de ponta e profissionais certificados para operá-la faz toda a diferença para o seu alto desempenho, permitindo escalabilidade e sustentabilidade do seu negócio, hoje e a longo prazo.

Eficiência energética

Tem um ditado popular que diz que é melhor prevenir do que remediar e ele se aplica perfeitamente aos requisitos físicos de um data center, especialmente no que diz respeito ao fornecimento de energia.

Se você acha que paga caro pela energia que consome, imagine os estragos que a falta dela pode gerar em um data center.

É por isso que em um data center seguro essa questão é tida como prioridade. Tudo para que sua empresa não fique inoperante ou possa sofrer com picos de energia.

Geradores, nobreaks redundantes, dual-alimentação de servidores e o monitoramento de consumo de energia são algumas tecnologias que garantem esses resultados e ainda ajudam a manter o consumo de energia relativamente baixo.

Refrigeração do ambiente

Manter o ambiente refrigerado nem sempre é sinônimo de que a climatização do local está bem estruturada. Se você não tiver controle eficaz da temperatura, umidade do ar e um sistema de resfriamento de alta precisão muita coisa pode dar errada.

Além de não ser notificado de algum descontrole que possa prejudicar o seu data center, o dimensionamento errado dos equipamentos pode elevar o consumo de energia, fazendo você perder dinheiro. Sem contar no risco de parada nas suas operações ou de incêndios, que passam a ser muito maior quando o controle não é feito corretamente.

Lembre-se: a prevenção vale ouro!

Agora que você já sabe os requisitos que um data center deve ter para garantir toda a segurança e qualidade que seus dados precisam, fica mais fácil fazer a escolha certa. Para saber mais, converse com nossa equipe de especialistas e veja o que mais sua empresa tem a ganhar com isso.

Requisitos de um data center: quais fatores garantem segurança e qualidade
Colocation Data Center: quais as vantagens para sua empresa?

Colocation Data Center: quais as vantagens para sua empresa?

A solução permite que empresas expandam sua infraestrutura de TI com segurança e baixo custo

Colocation Data Center, ou housing como também é conhecido, é a ferramenta ideal para empresas que desejam expandir sua infraestrutura de TI, mas não têm espaço suficiente para isso. Ainda, é uma alternativa para quem não pode investir ou não têm na equipe mão de obra especializada para gerenciar seus servidores.

Assim, ao terceirizar essa estrutura, as empresas conseguem uma vantagem competitiva muito forte. Isso permite que elas otimizem suas estratégias e revertam esses valores no seu faturamento.

Para que você tenha uma ideia melhor acerca deste serviço confira abaixo como ele funciona e quais as vantagens que ele oferece para as empresas.

O que é Colocation Data Center?

O Colocation Data Center é uma modalidade de serviço em que você aluga um espaço físico com ou sem acesso à internet para os seus servidores.

Assim, você possui o próprio equipamento, mas divide todos os custos de infraestrutura. Ou seja, todo o sistema que alimenta esses servidores, como energia elétrica, climatização, monitoramento de acesso, e outros fatores.

Com isso, se torna possível manter uma estrutura de qualidade, com níveis mais elevados de segurança, sem a necessidade de arcar com despesas crescentes para aprimorar o seu ambiente ou treinar sua equipe para mantê-lo.

Por que investir na solução é um bom negócio?

Por conta da praticidade, segurança e economia que os serviços de Colocation Data Center apresentam a solução tem ganhado força no universo digital. E sua empresa também pode se beneficiar destas vantagens. Para descobrir como, confira os tópicos a seguir!

Seus custos com infraestrutura são reduzidos

É verdade que muitas empresas economizam dinheiro com os serviços de Colocation Data Center. Mas como essa estrutura ajuda as empresas a reduzirem seus custos?

A resposta para essa questão é bastante simples: como a responsabilidade sobre a infraestrutura é da empresa que está alugando esse espaço para você, ela exime a sua empresa da preocupação com infraestrutura, largura de banda, segurança e equipamentos de ponta.

É a empresa terceirizada também a responsável pelo bom funcionamento das máquinas e toda mão de obra envolvida neste processo. O que faz com que você tenha equipes de suporte disponíveis sempre que precisar.

Logicamente que tudo isso está aliado a um acordo de nível de serviço. Ainda assim, na maioria dos casos oferece 100% de disponibilidade de infraestrutura.

Você tem controle total sobre seus servidores

Nos serviços de Colocation Data Center a sua empresa tem total controle sobre o próprio servidor, ou seja, no armazenamento dos seus dados.

Isso porque, apesar de você transferir toda a sua infraestrutura para as instalações oferecidas pelo provedor Colocation, você ainda tem controle total sobre as suas máquinas. Ou seja, pode gerenciar os equipamentos conforme a sua necessidade.

Oferece níveis elevados de segurança

Não precisar se preocupar com a segurança e a manutenção da estrutura é uma grande vantagem que precisa ser destacada no Colocation.

O serviço, além de grande espaço para equipamentos, oferece um ambiente devidamente preparado para alimentá-los. São várias camadas de segurança física e lógica que garantem o bom funcionamento das máquinas, sem interrupção.

Fazem parte dessa equação o fornecimento de energia elétrica constante, múltiplas fontes, geradores próprios e nobreaks. Além de soluções de armazenamento de dados, backups e recuperação.

Esses diferenciais são apenas alguns exemplos do que o Colocation Data Center pode trazer para sua empresa. Caso queira saber mais detalhes, deixe o seu comentário para que possamos continuar a nossa conversa.

O que são Data Centers e como eles funcionam?

Essas estruturas têm papel fundamental para garantir que os dados das empresas estejam sempre protegidos contra falhas, ataques e vazamentos.

Uma das grandes dificuldades das empresas, neste mundo digitalizado, está em onde abrigar o grande volume de dados gerados por elas. Para suprir essa demanda é que existem os Data Centers.

É nessa estrutura que todos os dados de uma empresa ficam muito bem armazenados, em computadores potentes e seguros, conhecidos como servidores.

Por isso, não são apenas grandes empresas que devem se preocupar com essas estruturas. Afinal, a informação é algo valioso e crucial para a sustentabilidade de qualquer negócio.

Criamos o artigo de hoje para você que é um principiante na área. Nele vamos esclarecer o que é um Data Center e como essas estruturas funcionam.

Tudo para que você fique por dentro deste tema e entenda melhor o que você ganha ao adotá-lo de maneira adequada.

O que são Data Centers?

A terminologia pode parecer complexa e até distante da sua realidade. Mas, a verdade é que os Data Centers estão mais perto e somos mais dependentes deles do que se pode imaginar.

Um exemplo, é todo o volume de dados gerado por nós nas redes sociais. Todas as fotos e arquivos que publicamos ficam armazenados em servidores, que ficam alojados dentro de Data Centers.

A esse ambiente projetado para concentrar servidores e banco de dados damos o nome de Data Centers.

Eles têm a finalidade de processar grandes quantidades de informação, fazendo com que elas estejam disponíveis para os usuários de forma ininterrupta, bastando para isso apenas um clique.

Quais os tipos existentes?

No geral, os Data Centers são classificados em duas categorias: Data Centers Privados (PDC) e Internet Data Center (IDC).

No caso dos PDCs, o ambiente é gerenciado pela própria organização, ou seja, são Data Centers próprios, criados e mantidos dentro de uma empresa.

Enquanto isso, os IDCs são estruturas gerenciadas por um provedor de serviços de telecomunicações. Ou seja, são empresas contratadas que fornecem serviços de hospedagem de sites, e-mails, equipamentos, armazenamento de conteúdo, entre outras tarefas para os usuários.

Componentes básicos que compõem essas estruturas

Dependendo da necessidade, os Data Centers podem variar de tamanho, arquitetura e de função. Ainda assim, é bastante comum que equipamentos de alta performance estejam agregados a sua estrutura, como servidores, switches, storages, entre outras soluções.

Por isso, construir e manter essa estrutura dentro das empresas não é tão simples como pode parecer.

Tudo precisa ser calculado com muito planejamento para que nada impeça ou interrompa o funcionamento desses computadores. Afinal, como falamos anteriormente, para garantir o acesso às informações, os Data Centers precisam funcionar 24 horas por dia 7 dias na semana.

Cuidados que garantem a proteção e o pleno funcionamento dos Data Centers

Para que nada de errado aconteça com os Data Centers, os equipamentos geralmente são montados em racks e armários metálicos, em ambientes extremamente protegidos.

Ou seja, com controles de acesso super rigorosos, proteção contra incêndio e outras intempéries da natureza, além de sistemas de resfriamento muito bem projetados para manter uma temperatura estável.

Outro componente vital para o funcionamento dos Data Centers está no fornecimento de energia, que não pode parar.

Assim, essas estruturas devem ser instaladas em um local onde a concessionária de energia elétrica tenha condições de atender dezenas e milhares de máquinas de forma ininterrupta. E, para reforçar a proteção, no caso de uma queda nesse abastecimento, as empresas precisam contar com geradores de energia movidos a diesel.

Tudo para garantir que esses computadores estejam operantes pelo maior tempo possível, mesmo em caso de um apagão.

Palavras finais

Como você pode ver, ter uma estrutura que funcione adequadamente depende do conhecimento que os responsáveis por esse ambiente tem sobre os Data Centers.

Portanto, não é algo que você pode deixar nas mãos de qualquer um. Afinal, é desse conjunto que vai depender a saúde digital da sua empresa.

O que são Data Centers e como eles funcionam?