Category: Blog

Confira possíveis causas e soluções para a indisponibilidade em servidores

Confira possíveis causas e soluções para a indisponibilidade em servidores

Um grande empecilho na produtividade são servidores que não funcionam como deveriam e estão sempre caindo. Saiba identificar e corrigir esses desvios.

A indisponibilidade em servidores pode estar relacionada a diferentes causas. E o impacto destes problemas nos resultados de uma empresa podem ser catastróficos.

O mau funcionamento dos sistemas pode gerar altos custos de manutenção, prejudicar a produtividade na empresa e ainda atravancar o seu crescimento.

Porém, antes de tentar resolvê-los, você precisa conhecer as causas desses problemas e descobrir quais alternativas são mais indicadas para corrigir os defeitos.

Nesse artigo vamos explicar essas questões, abordar alguns exemplos e mostrar as causas e soluções para a indisponibilidade em servidores.

O impacto da indisponibilidade em servidores para os negócios

“Sistema indisponível, tente mais tarde” a frase chega a dar arrepios, mas é mais comum do que você imagina. Com certeza isso não acontece só com você.

Se de um lado esse problema representa tempo perdido, do outro é dinheiro que vai pelo ralo.

E o tamanho desse rombo vai depender de uma série de fatores, incluindo o porte da empresa, a área de atuação, o número de pessoas atingidas e por aí afora.

Mas, consequências não ficam apenas no campo financeiro. Elas impactam na motivação da equipe e podem abalar inclusive a reputação da empresa.

Por tudo isso, é uma operação que demanda muita atenção da equipe de TI e você precisa conhecer as causas para encontrar a solução.

Descubra o que está prejudicando seus sistemas

Reunimos a seguir alguns dos problemas que podem estar prejudicando o bom desempenho dos seus sistemas. As opções vão desde falhas humanas a problemas mais técnicos como a Perda do SQL.

Falhas humanas

Sempre que temos processos manuais envolvidos os riscos de um erro acontecer sempre vai existir. Dados podem ser digitados errados ou até mesmo serem excluídos acidentalmente por algum funcionário.

Falhas como essas comprometem a segurança e podem deixar a empresa sujeita a invasões de hackers.

Para minimizar as falhas quanto mais automatizado o processo melhor. Mais rapidamente você conseguirá monitorar os desvios e maiores serão as chances de corrigi-los. Neste caso, ter um firewall para gerenciar as permissões de acesso e armazenar os dados em nuvem podem facilitar o controle dos requisitos de segurança.

Condições físicas do ambiente

Um data Center precisa de uma condição climática favorável para que equipamentos não sejam danificados e dados não sejam comprometidos.

Para evitar problemas o ambiente precisa contar com um sistema de resfriamento de alta precisão, para que o controle da temperatura e da umidade do ar possam ser eficaz.

A escolha do tipo de armazenamento

A escolha do local onde esses servidores estão armazenados tem grande impacto no seu desempenho. Erros na escolha do tipo de armazenamento, como SSD, SAS ou SATA representam uma das falhas mais comuns. Mas elas também podem estar relacionadas a qualidade das fontes de energia.

Como precaução, apostar na redundância dos dados é o caminho, sobretudo para garantir a disponibilidade constante do sistema.

Monitoramento deficitário

Mudanças excessivas e feitas sem planejamento também podem comprometer o bom desempenho dos sistemas.

Assim como a falta de monitoramento, onde o acompanhamento das condições físicas, de desempenho e performance precisam ser acompanhados.

Com controles rígidos e automatizados se torna possível prevenir falhas e corrigir problemas em menos tempo.

Perda do SQL

O SQL do servidor também pode falhar, limitando ou interrompendo o acesso ao banco de dados. Caso isso ocorra, em alguns casos vai ser preciso reinstalar suas funções.

Mas lembre-se: o mais importante do que corrigir essas falhas é atuar na prevenção. Para isso, contar com ferramentas que agilizem a detecção das falhas e permita uma rápida solução é melhor caminho.

Que tal dar esse passo agora mesmo?

Solicite o contato da nossa equipe para que juntos possamos encontrar a solução ideal pra você!

A importância da localização para a segurança física do Data Center

O local onde é instalado um Data Center é um fator crucial para a velocidade nas transações de uma empresa e para a segurança dos seus dados.

Para a segurança física e a eficiência do Data Center o ambiente onde ele está instalado precisa englobar outros aspectos que vão muito além dos equipamentos empregados.

Nesse contexto, a posição geográfica em relação ao seu mercado alvo, a eficiência na oferta de energia, a mobilidade e a segurança são fatores essenciais e podem afetar no seu desempenho.

Conhecer tais características vai esclarecer quais pontos você precisa considerar para não errar na escolha do local onde seus dados ficarão armazenados.

Afinal de contas, você vai hospedar ali uma parte crítica da sua empresa onde qualquer falha pode ser decisiva para o insucesso das suas operações.

Como o local da instalação pode afetar no desempenho do seu Data Center?

A localização é um dos fatores de maior importância na seleção de um parceiro para a hospedagem dos dados da sua empresa, por diversos motivos.

Afinal, quando se trata de acesso à informação e segurança, velocidade e facilidade de acesso são grandes questões.

Nessas horas, ficar com as máquinas paradas por algumas horas pode representar um grande prejuízo para sua empresa.

Por isso, se o seu Data Center precisar de atualizações ou qualquer manutenção, quem está cuidando dele deve conseguir chegar até o local rapidamente.

Portanto, tomar as devidas precauções na escolha do local nunca é demais. Confira a seguir os principais elementos que você deve considerar:

A Rede Elétrica

Ter recursos energéticos para manter o funcionamento ininterrupto do Data Center é algo de extrema importância. Afinal, de nada vai adiantar você estar trabalhando com uma estrutura de ponta se os servidores forem constantemente desativados por falta de energia.

Além do risco de queda dos servidores, a instabilidade no fornecimento de energia pode afetar também o bom desempenho e a durabilidade das máquinas. Um controle de temperatura e climatização adequado pode tornar os servidores dos Data Centers menos propensos a superaquecer e entrar em colapso.

Portanto, avalie o tipo de energia que o município oferece e considere a existência de recursos extras que possam reduzir a dependência de serviços públicos. Construções com projetos sustentáveis podem reduzir os custos e são altamente recomendadas.

Internet de alta velocidade

O fornecimento de internet de qualidade é outra grande questão na escolha do local onde os servidores estão instalados. Sobretudo para que você não tenha problemas no serviço oferecido aos seus clientes.

Portanto, verifique qual a capacidade de largura de banda e se o prédio tem boas redes de fibra disponíveis para fazer o tráfego de dados com o melhor desempenho possível.

Latência da internet

Quando o assunto é a localização do Data Center, distâncias mais curtas significam conexões mais rápidas e mais fáceis para os usuários desses serviços.

Isso porque, ter servidores mais próximos dos clientes da sua empresa reduz a latência – ou seja, o tempo em que os dados levam para viajar entre a origem e o destino.

Força de trabalho local

Ter mão de obra de qualidade nas proximidades de onde o Data Center está instalado também é um fator que você precisa considerar.

Afinal a gestão desses servidores precisa ser tratada com o máximo rigor, por profissionais capacitados e especialistas.

Portanto, avalie o potencial da mão de obra local e como essa força de trabalho é preparada para exercer as suas funções.

Regiões que são polos tecnológicos podem ser facilitadoras neste aspecto e merecem a sua atenção.

Segurança dos dados

Quando o assunto é a segurança dos dados alocados em um Data Center é preciso considerar, além da segurança da própria infraestrutura, o seu entorno.

Nesse sentido, regiões seguras, com baixo índice de criminalidade, fora das rotas de tráfego aéreo, protegidas contra enchentes e outros riscos naturais são sempre mais indicadas.

Além disso, é preciso analisar se não há risco químico, radioativo, de explosão ou de contaminação ou qualquer outro fator que possa colocar essa estrutura em risco.

Facilidade de acesso

Regiões que ofereçam mobilidade, são de fácil acesso às principais rodovias, tenham proximidade com postos de combustível, helipontos ou mesmo com rota de avião são pontos a serem considerados. Tempo é dinheiro e sua empresa não pode ficar parada porque algo no caminho possa dificultar esse acesso.

O que fazer se a estrutura local do meu Data Center não oferece esses recursos?

Não se preocupe, nós podemos te ajudar!

Como você pode ver a localização física é uma questão primordial para o bom desempenho e a segurança física do Data Center. Dominar esses aspectos é crucial para que os dados da sua empresa possam trafegar com o melhor desempenho possível.

A Bludata é especialista em Data Centers e pode elevar a sua hospedagem para outro patamar, independente do seu porte.

Converse com nossos especialistas e entenda como nós podemos trabalhar juntos para isso!

A importância da localização para a segurança física do Data Center
Os riscos de manter um Data Center próprio: faça os cálculos

Os riscos de manter um Data Center próprio: faça os cálculos

Manter uma estrutura de TI de qualidade exige bastante de uma empresa. Além do investimento inicial, manutenções e atualizações também são constantes.

Informação é tudo nos dias de hoje, e isso faz crescer exponencialmente a demanda por armazenamento. Eventualmente, investir em um Data Center próprio parece ser a solução mais adequada, mas será que o alto investimento compensa?

Quais são os custos de um Data Center?

O investimento em um Data Center próprio costuma ser elevado, dependendo do porte da empresa a equação pode ultrapassar milhões.

Os custos se justificam, é claro. Afinal, é preciso criar um ambiente seguro e controlado para que os sistemas mais críticos de uma empresa possam rodar sem interrupção.

Mas, antes de investir em um Data Center próprio você precisa colocar todos os custos na ponta do lápis e saber que ele não é a sua única alternativa.

Para além do investimento inicial

Além do investimento na implementação, você precisa prever todos os custos decorrentes dessa estrutura.

Grosseiramente, é como comprar um carro. Você não leva em conta apenas o valor do automóvel. Mas, precisa também colocar na balança as taxas anuais do carro, o valor do seguro, do combustível e outra infindável lista de serviços e acessórios.

No caso de um Data Center próprio a lógica é a mesma. Confira a seguir alguns dos investimentos que você precisa levar em conta:

Custos com energia

As tarifas de energia elétrica costumam pesar e muito no bolso do consumidor. Quando você é uma empresa, este cenário é ainda mais desfavorável, principalmente para empresas que mantém servidores locais.

Para você ter ideia, recentes estudos afirmam que 33% do custo total de um Data Center é gasto com energia. Portanto, é um inimigo silencioso da competitividade empresarial, e que precisa ser combatido com planejamento e soluções mais modernas.

Manutenções e atualizações

Além dos custos com energia, as instalações elétricas, a segurança, o acesso físico, planos de contingência, custos de rede e outros mais se fazem necessários para a utilização rotineira dos Data Centers.

Isso porque, um Data Center para se manter operante 24 horas por dia, 7 dias na semana, exige tratamento especial: ambiente climatizado, controle de acesso, equipamentos de rede, prevenção de incêndios e segurança acima de tudo.

A hora dos especialistas

Para manter essa estrutura operante, além da questão física, um Data Center próprio exige uma equipe qualificada para operá-lo. Além é claro, de investimentos constantes em treinamento para especializar os colaboradores.

Em especial, em questões ligadas às novas tecnologias e a segurança, para que estejam sempre atentos aos possíveis ataques hackers, que a cada ano se tornam mais frequentes.

Manutenções corretivas

Não podemos esquecer também de que incidentes podem acontecer sem aviso prévio, e que eles não são raros em estruturas onde o Data Center é internalizado.

É uma máquina que se esgota, uma fonte ou um ar-condicionado que pode queimar e outras tantas demandas que, mesmo acompanhadas, acabam elevando os custos de um Data Center.

Ao conhecer todos esses custos, é importante fazer os cálculos. Levando em consideração, principalmente, os gastos que manter um Data Center próprio vai trazer à curto e a longo prazo.

Alternativas ao Data Center próprio

Como você pode observar, os gastos para se manter um Data Center próprio são bastante elevados. Mas, a sua empresa pode economizar e ainda, ter mais segurança de dados investindo em servidores virtuais.

Quando você faz isso, não está apenas hospedando dados importantes da sua empresa em nuvem. Mas, está adquirindo junto dessa hospedagem o gerenciamento e o monitoramento constante desses servidores. Em uma estrutura física de ponta, onde o atendimento é ininterrupto, feito por uma equipe certificada e especializada.

Portanto, antes de investir em um Data Center próprio, anote e mensure todos os custos. E acima de tudo: tenha a certeza de que os dados cruciais da sua empresa vão estar em boas mãos.

Requisitos de um data center: quais fatores garantem segurança e qualidade

As melhores estruturas reúnem características fundamentais que garantem além de segurança, alta performance. Confira o que precisa ser considerado.

Dentre os diversos fatores que devemos dar atenção na gestão da empresa, um dos principais é o processamento e o armazenamento dos dados corporativos. Além de garantir a segurança da informação, é preciso garantir disponibilidade no acesso e que a estrutura que abriga esses dados seja compatível às necessidades do negócio. Nessa realidade, conhecer os requisitos de um data center é algo primordial nessa estratégia.

Fatores que garantem a segurança física de um data center

Para garantir dados seguros e disponíveis um data center precisa obedecer certas normas. É essa estrutura que, acompanhada de uma gestão de excelência, vai assegurar que a operação e a manutenção do data center sejam realizadas de forma impecável.

Assim, sua empresa não fica exposta a falhas e riscos de interrupção por causas desconhecidas e imprevistas.

São muitos os fatores que vão garantir essa qualidade. Por isso, o projeto deve considerar:

Localização privilegiada

Não é possível garantir a segurança dos dados quando o local em que ele está armazenado está exposto à fenômenos naturais e outros riscos. Mesmo que a estrutura seja muito boa, estar localizado em uma região que dificulta o acesso ou se mostra perigosa por algum motivo acaba sendo um empecilho. Isso sem falar dos prejuízos que um dano neste sentido pode gerar.

É fundamental portanto, que esse espaço não sofra com os impactos de agentes externos. E ainda, permita a expansão dos dados de forma rápida, sem grandes obras.

Controle de acesso

Como falamos no tópico anterior, é preciso que a estrutura de um data center garanta a sua segurança, e a presença de monitoramento eletrônico é um item primordial para isso.

Com um controle de acesso rigoroso, a entrada e a saída de pessoas nesse ambiente é altamente controlada e vigiada de forma ininterrupta.

Proteção contra danos

Além de proteger o data center da ação de pessoas mal intencionadas, é preciso mantê-lo longe de outras avarias, como incêndios, curto-circuitos, aquecimento e outros danos físicos.

Para evitá-los é essencial manter um controle rigoroso de temperatura, umidade, fumaça e líquidos no ambiente para prevenir, detectar e corrigir com antecedência possíveis ameaças.

Alta disponibilidade

Se a estrutura onde você armazena as informações da sua empresa não permite que a TI da sua empresa acompanhe o ritmo da economia digital, de nada adianta manter os dados da sua empresa em um data center.

Por isso, contar com infraestrutura de ponta e profissionais certificados para operá-la faz toda a diferença para o seu alto desempenho, permitindo escalabilidade e sustentabilidade do seu negócio, hoje e a longo prazo.

Eficiência energética

Tem um ditado popular que diz que é melhor prevenir do que remediar e ele se aplica perfeitamente aos requisitos físicos de um data center, especialmente no que diz respeito ao fornecimento de energia.

Se você acha que paga caro pela energia que consome, imagine os estragos que a falta dela pode gerar em um data center.

É por isso que em um data center seguro essa questão é tida como prioridade. Tudo para que sua empresa não fique inoperante ou possa sofrer com picos de energia.

Geradores, nobreaks redundantes, dual-alimentação de servidores e o monitoramento de consumo de energia são algumas tecnologias que garantem esses resultados e ainda ajudam a manter o consumo de energia relativamente baixo.

Refrigeração do ambiente

Manter o ambiente refrigerado nem sempre é sinônimo de que a climatização do local está bem estruturada. Se você não tiver controle eficaz da temperatura, umidade do ar e um sistema de resfriamento de alta precisão muita coisa pode dar errada.

Além de não ser notificado de algum descontrole que possa prejudicar o seu data center, o dimensionamento errado dos equipamentos pode elevar o consumo de energia, fazendo você perder dinheiro. Sem contar no risco de parada nas suas operações ou de incêndios, que passam a ser muito maior quando o controle não é feito corretamente.

Lembre-se: a prevenção vale ouro!

Agora que você já sabe os requisitos que um data center deve ter para garantir toda a segurança e qualidade que seus dados precisam, fica mais fácil fazer a escolha certa. Para saber mais, converse com nossa equipe de especialistas e veja o que mais sua empresa tem a ganhar com isso.

Requisitos de um data center: quais fatores garantem segurança e qualidade
Colocation Data Center: quais as vantagens para sua empresa?

Colocation Data Center: quais as vantagens para sua empresa?

A solução permite que empresas expandam sua infraestrutura de TI com segurança e baixo custo

Colocation Data Center, ou housing como também é conhecido, é a ferramenta ideal para empresas que desejam expandir sua infraestrutura de TI, mas não têm espaço suficiente para isso. Ainda, é uma alternativa para quem não pode investir ou não têm na equipe mão de obra especializada para gerenciar seus servidores.

Assim, ao terceirizar essa estrutura, as empresas conseguem uma vantagem competitiva muito forte. Isso permite que elas otimizem suas estratégias e revertam esses valores no seu faturamento.

Para que você tenha uma ideia melhor acerca deste serviço confira abaixo como ele funciona e quais as vantagens que ele oferece para as empresas.

O que é Colocation Data Center?

O Colocation Data Center é uma modalidade de serviço em que você aluga um espaço físico com ou sem acesso à internet para os seus servidores.

Assim, você possui o próprio equipamento, mas divide todos os custos de infraestrutura. Ou seja, todo o sistema que alimenta esses servidores, como energia elétrica, climatização, monitoramento de acesso, e outros fatores.

Com isso, se torna possível manter uma estrutura de qualidade, com níveis mais elevados de segurança, sem a necessidade de arcar com despesas crescentes para aprimorar o seu ambiente ou treinar sua equipe para mantê-lo.

Por que investir na solução é um bom negócio?

Por conta da praticidade, segurança e economia que os serviços de Colocation Data Center apresentam a solução tem ganhado força no universo digital. E sua empresa também pode se beneficiar destas vantagens. Para descobrir como, confira os tópicos a seguir!

Seus custos com infraestrutura são reduzidos

É verdade que muitas empresas economizam dinheiro com os serviços de Colocation Data Center. Mas como essa estrutura ajuda as empresas a reduzirem seus custos?

A resposta para essa questão é bastante simples: como a responsabilidade sobre a infraestrutura é da empresa que está alugando esse espaço para você, ela exime a sua empresa da preocupação com infraestrutura, largura de banda, segurança e equipamentos de ponta.

É a empresa terceirizada também a responsável pelo bom funcionamento das máquinas e toda mão de obra envolvida neste processo. O que faz com que você tenha equipes de suporte disponíveis sempre que precisar.

Logicamente que tudo isso está aliado a um acordo de nível de serviço. Ainda assim, na maioria dos casos oferece 100% de disponibilidade de infraestrutura.

Você tem controle total sobre seus servidores

Nos serviços de Colocation Data Center a sua empresa tem total controle sobre o próprio servidor, ou seja, no armazenamento dos seus dados.

Isso porque, apesar de você transferir toda a sua infraestrutura para as instalações oferecidas pelo provedor Colocation, você ainda tem controle total sobre as suas máquinas. Ou seja, pode gerenciar os equipamentos conforme a sua necessidade.

Oferece níveis elevados de segurança

Não precisar se preocupar com a segurança e a manutenção da estrutura é uma grande vantagem que precisa ser destacada no Colocation.

O serviço, além de grande espaço para equipamentos, oferece um ambiente devidamente preparado para alimentá-los. São várias camadas de segurança física e lógica que garantem o bom funcionamento das máquinas, sem interrupção.

Fazem parte dessa equação o fornecimento de energia elétrica constante, múltiplas fontes, geradores próprios e nobreaks. Além de soluções de armazenamento de dados, backups e recuperação.

Esses diferenciais são apenas alguns exemplos do que o Colocation Data Center pode trazer para sua empresa. Caso queira saber mais detalhes, deixe o seu comentário para que possamos continuar a nossa conversa.